quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

MENSAGEM DE AMOR



AMOR
Perguntaram muitos, o que é o amor!
Amor não é paixão que passa, o amor perdura.
Amor é ultrapassar obstáculos juntos, de mãos dadas.
É rir quando tu te ris, e, chorar quando tu choras.
É ajudar-te a levantar quando cais, vibrar e celebrar quando tu vences.
É amares-me por tudo aquilo que sou, com defeitos e com virtudes, sem exigir nada em troca.
É projetarmos um futuro em conjunto, e, sonharmos.
O amor não é invejoso, não busca os seus próprios interesses.
O amor tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
Na verdade, o amor nunca falha.

(Tânia Batista)

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

SALMO 42


1. ASSIM como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus!
2. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando entrarei e me apresentarei ante a face de Deus?
3. As minhas lágrimas servem-me de mantimento de dia e de noite, enquanto me dizem constantemente: Onde está o teu Deus?
4. Quando me lembro disto, dentro de mim derramo a minha alma; pois eu havia ido com a multidão. Fui com eles à casa de Deus, com voz de alegria e louvor, com a multidão que festejava.
5. Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação da sua face.
6. Ó meu Deus, dentro de mim a minha alma está abatida; por isso lembro-me de ti desde a terra do Jordão, e desde os hermonitas, desde o pequeno monte.
7. Um abismo chama outro abismo, ao ruído das tuas catadupas; todas as tuas ondas e as tuas vagas têm passado sobre mim.
8. Contudo o SENHOR mandará a sua misericórdia de dia, e de noite a sua canção estará comigo, uma oração ao Deus da minha vida.
9. Direi a Deus, minha rocha: Por que te esqueceste de mim? Por que ando lamentando por causa da opressão do inimigo?
10. Com ferida mortal em meus ossos me afrontam os meus adversários, quando todo dia me dizem: Onde está o teu Deus?
11. Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, o qual é a salvação da minha face, e o meu Deus.


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

MENSAGEM DE REFLEXÃO


A HISTÓRIA DO LÁPIS

O menino olhava a avó escrevendo uma carta. A certa altura perguntou:
- Você está escrevendo uma história que aconteceu conosco. E, por acaso, é uma história sobre mim?
A avó parou a carta, sorriu, e comentou com o neto:
- Estou escrevendo sobre você, é verdade. Entretanto mais importante do que as palavras, é o lápis que estou usando. Gostaria que você fosse como ele, quando crescesse.
O menino olhou para o lápis, intrigado, e não viu nada de especial. E disse:
- Mas ele é igual a todos os lápis que vi em minha vida!
No entanto, a avó respondeu:
- Tudo depende do modo como você olha as coisas. Há cinco qualidades nele que, se você conseguir mantê-las, será sempre uma pessoa em paz com o mundo: “Primeira qualidade: você pode fazer grandes coisas, mas não deve esquecer nunca que existe uma mão que guia seus passos. Essa mão nós chamamos de Deus, e Ele deve sempre conduzi-lo em direção à Sua vontade.
Segunda qualidade: de vez em quando eu preciso parar o que estou escrevendo, e usar o apontador. Isso faz com que o lápis sofra um pouco, mas no final, ele está mais afiado. Portanto, saiba suportar algumas dores, porque eles o farão ser uma pessoa melhor.
Terceira qualidade: o lápis sempre permite que usemos uma borracha para apagar aquilo que estava errado. Entenda que corrigir uma coisa que fizemos não é necessariamente algo mau, mas algo importante para nos manter no caminho da justiça.
Quarta qualidade: o que realmente importa no lápis não é a madeira ou sua forma exterior, mas n grafite que está dentro. Portanto, sempre cuide daquilo que acontece dentro de você.
Finalmente, a quinta qualidade do lápis: ele sempre deixa uma marca. Da mesma maneira, saiba que tudo que você fizer na vida, irá deixar traços, e procure ser consciente de cada ação.”


domingo, 24 de fevereiro de 2013

AGENDA: CUSTÓDIA, AFOGADOS DA INGAZEIRA, SERRA TALHADA, ARCOVERDE E IBIMIRIM

Abrindo as Festividade do Padroeiro, São José: neste dia 02 de março - 3ª FESTA DA GALERA JOVEM, com a Equipe Pankadão Dance, no CRLC em Custódia, 22h.



Silvano Salles e Forró da Mídia (Parque de Exposição) 20,00 normal e 40,00 área vip.


FRASE DA SEMANA



“Cada dia pode ser um ponto de partida para uma vitória, não importando o que se perdeu antes.”
(Evaldo Reis)

sábado, 23 de fevereiro de 2013

ESPAÇO DA POETISA SILMARA FEITOSA: SEMENTE DA PAIXÃO


SEMENTE DA PAIXÃO


Terra farta e fértil para semear,
Chuva fria, 
Sol ardente para germinar,
Amor, carinho e perdão,
Natureza nobre, 
Uma planta cobre, a cinza do chão,
Ventos que envolvem,
Folhas que se movem tal qual uma mão,
Suave e precisa, tão sábia desliza,
Chega ao coração, 
Galhos fortalecem, a planta que cresce,
Dentro de um Ser,
Raiz que sustenta, vida que alimenta,
Faz-se entender,
Que através da semente, 
Planta-se o que sente,
E espera nascer,
E depois de nascida, 
Refloresce á vida,
Daquele que um dia,
Com sabedoria,
Plantou para colher...
(SILMARA FEITOSA)

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

LI E RECOMENDO: O SÍMBOLO PERDIDO - DAN BROWN


O romance de Dan Brown traz de volta o fictício simbologista de Harvard Robert Langdon, afeito a decifrar enigmas. A história acontece ao longo de um período de 12 horas em Washington DC, cidade imersa em elementos maçônicos e monumentos ricos em simbolismos místicos.
Na nova saga, o professor é acompanhado da pesquisadora Katherine Solomon, uma estudiosa das conexões entre corpo e mente, em uma busca que envolve os segredos da maçonaria nos EUA e seus vários símbolos ocultos, bem como as antigas autoridades americanas envolvidas com tal irmandade.
"O símbolo perdido é denso, exótico, cheio de códigos e pistas, imagens impressionantes e a dinâmica incessante que torna impossível deixá-lo de lado. Esplêndido. Outra história arrebatadora de Robert Langdon." - The New York Times.



quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

MESANGEM DE AMOR



A gente sempre acha que é especial na vida de alguém,
mas o que te garante que você não está
somente servindo para tapar buracos,
servindo de curativo para feridas antigas?

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

SALMO 41



1. BEM-AVENTURADO é aquele que atende ao pobre; o SENHOR o livrará no dia do mal.
2. O SENHOR o livrará, e o conservará em vida; será abençoado na terra, e tu não o entregarás à vontade de seus inimigos.
3. O SENHOR o sustentará no leito da enfermidade; tu o restaurarás da sua cama de doença.
4. Dizia eu: SENHOR, tem piedade de mim; sara a minha alma, porque pequei contra ti.
5. Os meus inimigos falam mal de mim, dizendo: Quando morrerá ele, e perecerá o seu nome?
6. E, se algum deles vem ver-me, fala coisas vãs; no seu coração amontoa a maldade; saindo para fora, é disso que fala.
7. Todos os que me odeiam murmuram à uma contra mim; contra mim imaginam o mal, dizendo:
8. Uma doença má se lhe tem apegado; e agora que está deitado, não se levantará mais.
9. Até o meu próprio amigo íntimo, em quem eu tanto confiava, que comia do meu pão, levantou contra mim o seu calcanhar.
10. Porém tu, SENHOR, tem piedade de mim, e levanta-me, para que eu lhes dê o pago.
11. Por isto conheço eu que tu me favoreces: que o meu inimigo não triunfa de mim.
12. Quanto a mim, tu me sustentas na minha sinceridade, e me puseste diante da tua face para sempre.
13. Bendito seja o SENHOR Deus de Israel de século em século. Amém e Amém.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

MENSAGEM DE REFLEXÃO: OS TRÊS DESEJOS DE ALEXANDRE


OS TRÊS DESEJOS DE ALEXANDRE:

Por isso que ele era chamado de “O GRANDE”
1-Que seu caixão fosse transportado pelas mãos dos médicos da época;
2-Que fossem espalhados no caminho até seu túmulo os seus tesouros conquistados como prata, ouro e pedras preciosas;
3-Que suas duas mãos fossem deixadas balançando no ar, fora do caixão, à vista de todos.
Um dos seus generais, admirado com esses desejos insólitos, perguntou a Alexandre quais as razões desses pedidos e ele explicou:
1-Quero que os mais iminentes médicos carreguem meu caixão para mostrar que eles NÃO  tem poder diante da morte, são tão fracos e incapazes quanto qualquer  outro mortal e por isso não são diferentes;
2-Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros para que as pessoas possam ver que os bens materiais aqui conquistados, aqui permanecem;
3-Quero que minhas mãos balancem ao vento para que as pessoas possam ver que de mão vazias viemos e de mão vazias partimos.
Pense nisso...   


domingo, 17 de fevereiro de 2013

AGENDA: SERRA TALHADA


Kennedy Brazzil & Daniel São Paulo no Vaqueirama em Serra Talhada - PE




FRASE DA SEMANA



“Não paramos de brincar porque envelhecemos; envelhecemos porque paramos de brincar.”
(George Bernard Shaw)

sábado, 16 de fevereiro de 2013

ESPAÇO DA POETISA SILMARA FEITOSA: O CAMINHANTE


O CAMINHANTE

'Encontrar-te, 
foi receber um dos mais belos e sublimes presentes, 
conhecer-te, 
foi também entender o valor da verdadeira simplicidade, 
os sábios são humildes e simples, 
assim te vejo, pequeno/grande homem,
tu que vives tal qual um pássaro sobre os lírios, 
que por sua fé não se deixa abater, 
pelas dúvidas de como será o amanhã, 
DEUS te fez homem, 
ti proporcionou dignidade e perseverança, 
para que possas seguir...
pois bem sei que já não és mais caminhante, 
te tornaste o próprio caminho...'

(SILMARA FEITOSA)


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

LI E RECOMENDO: DEZ LEIS PARA SER FELIZ - AUGUSTO CURY


O livro Dez leis para ser feliz é um livro pequeno, mas muito simpático você consegue lê-lo em pouquíssimo tempo, e sentirá vontade de lê-lo outra vez. Ele apresenta uma série de conselhos para o seu dia-a-dia, conselhos esses que lhe fará rir das pequenas coisas boas que ocorrem em nossa vida diária, nos aconselha também para aproveitamos a beleza que está em nossa volta e nos orienta, a saber, lidar com os problemas. São coisas simples e que deviam fazer parte do nosso pensamento principalmente nos momentos mais difíceis. Coisas essas que apresentam uma sensibilidade extrema, que nos anima e faz ver as coisas boas que temos na vida e que muitas vezes não damos o devido valor que as mesmas possuem.
O autor traz uma grande lição para todos nós e afirma que, para ser feliz basta apenas reconhecer que vale a pena viver!
Neste livro, o autor procura explicar o que é a felicidade e, afinal, o que é ser feliz. Aqui, ele pretende explicitar meios para alcançar essa felicidade. Cury também apresenta dez passos, que quando seguidos corretamente, segundo o autor, o ser humano pode se tornar feliz.

Título: Dez leis para ser feliz
Autor: Augusto Cury
Ano: 2004
Gênero: Autoajuda
Nº de páginas: 121
Editora: Sextante 

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

QUARTA - FEIRA DE CINZAS



A Quarta-feira de Cinzas representa o primeiro dia da Quaresma no calendário gregoriano, podendo também ser nomeada por Dia das Cinzas e é uma data com especial sentido para a comunidade cristã. A data é um símbolo do dever da conversão e da mudança de vida, para recordar a passageira fragilidade da vida humana, sujeita à morte. Coincide com o dia seguinte à terça-feira de Carnaval e é o primeiro dos 40 dias entre essa terça-feira e a sexta-feira (Santa) anterior ao domingo de Páscoa.
A origem deste nome é puramente religiosa. Neste dia, é celebrada a tradicional missa das cinzas. As cinzas utilizadas neste ritual provêm da queima dos ramos abençoados no Domingo de Ramos do ano anterior. A estas cinzas mistura-se água benta. De acordo com a tradição, o celebrante desta cerimônia utiliza essas cinzas úmidas para sinalizar uma cruz na fronte de cada fiel, proferindo a frase “Lembra-te que és pó e que ao pó voltarás” ou a frase “Convertei-vos e crede no Evangelho”.

MENSAGEM DE AMOR: PAIXÃO



PAIXÃO

Muitas vezes eu paro e penso...
O que eu sinto por você?
Desejo? Atração? Fascinação? Paixão?
Não sei...
Desejo?
Sim, quero você.
Atração?
Sim, você é diferente de tudo que eu conheci.
Fascinação?
Com certeza, pois quando estou contigo, o resto não tem a mínima importância.
Paixão?
O que é paixão?
Querer alguém do nosso lado?
Querer ver, estar, sentir esse alguém?
Querer sentir o sabor da sua boca, a magia do toque das suas mãos, o brilho do seu olhar?
Querer no meu corpo teus limites e sentir você...
Se isso tem alguma coisa haver com paixão, acho que posso dizer...
Estou Amando Você!

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

SALMO 40



1. ESPEREI com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor.
2. Tirou-me dum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos.
3. E pôs um novo cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos o verão, e temerão, e confiarão no SENHOR.
4. Bem-aventurado o homem que põe no SENHOR a sua confiança, e que não respeita os soberbos nem os que se desviam para a mentira.
5. Muitas são, SENHOR meu Deus, as maravilhas que tens operado para conosco, e os teus pensamentos não se podem contar diante de ti; se eu os quisera anunciar, e deles falar, são mais do que se podem contar.
6. Sacrifício e oferta não quiseste; os meus ouvidos abriste; holocausto e expiação pelo pecado não reclamaste.
7. Então disse: Eis aqui venho; no rolo do livro de mim está escrito.
8. Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração.
9. Preguei a justiça na grande congregação; eis que não retive os meus lábios, SENHOR, tu o sabes.
10. Não escondi a tua justiça dentro do meu coração; apregoei a tua fidelidade e a tua salvação. Não escondi da grande congregação a tua benignidade e a tua verdade.
11. Não retires de mim, SENHOR, as tuas misericórdias; guardem-me continuamente a tua benignidade e a tua verdade.
12. Porque males sem número me têm rodeado; as minhas iniquidades me prenderam de modo que não posso olhar para cima. São mais numerosas do que os cabelos da minha cabeça; assim desfalece o meu coração.
13. Digna-te, SENHOR, livrar-me: SENHOR apressa-te em meu auxílio.
14. Sejam à uma confundidos e envergonhados os que buscam a minha vida para destruí-la; tornem atrás e confundam-se os que me querem mal.
15. Desolados sejam em pago da sua afronta os que me dizem: Ah! Ah!
16. Folguem e alegrem-se em ti os que te buscam; digam constantemente os que amam a tua salvação: Magnificado seja o SENHOR.
17. Mas eu sou pobre e necessitado; contudo o Senhor cuida de mim. Tu és o meu auxílio e o meu libertador; não te detenhas, ó meu Deus.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

MENSAGEM DE REFLEXÃO


Em um largo rio, de difícil travessia, havia um barqueiro que atravessava as pessoas de um lado para o outro. Em uma das viagens, iam um advogado e uma professora.

Como quem gosta de falar muito, o advogado pergunta ao barqueiro: Companheiro, você entende de leis?
Não, respondeu o barqueiro.
E o advogado compadecido: É pena, você perdeu metade da vida.
A professora muito social entra na conversa:
Seu barqueiro, você sabe ler e escrever?
Também não, respondeu o barqueiro.
Que pena! Condói-se a mestra.
-Você perdeu metade de sua vida!
Nisso chega uma onda bastante forte e vira o barco.

O barqueiro preocupado, pergunta:
Vocês sabem nadar?
Não! Responderam eles rapidamente.
Então é uma pena - Conclui o barqueiro. Vocês perderam toda a vida.”  

(Autor desconhecido)

domingo, 10 de fevereiro de 2013

FRASE DA SEMANA



“Faça seu trabalho com todo o seu coração e você será bem-sucedido.”
(Elbert Hubbard)

CARNAVAL


O carnaval chegou ao Brasil em meados do século XVII, influenciado pelas festas carnavalescas que aconteciam na Europa. Em países como a França, o carnaval acontecia em forma de desfiles urbanos, ou seja, os carnavalescos usavam máscaras e fantasias.
Embora de origem europeia, muitos personagens foram incorporados ao carnaval brasileiro, como, por exemplo, Rei Momo, pierrô, colombina, etc.
Os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos cortejos de automóveis (corsos) surgiram nessa época, mas tornaram-se mais populares no começo do século XX. As pessoas decoravam seus carros, fantasiavam-se e, em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades, dando origem aos carros alegóricos.
O carnaval tornou-se cada vez mais popular no século XX, e teve um crescimento considerável neste período, que ocorreu em virtude das marchinhas carnavalescas (músicas que faziam o carnaval mais animado).
A primeira escola de samba foi criada no dia 12 de agosto de 1928, no Rio de Janeiro, e chamava-se “Deixa Falar”.
Anos depois, a escola mudou seu nome para Estácio de Sá. A partir deste momento o carnaval de rua começou a ganhar um novo formato. Com isso, no Rio de Janeiro e São Paulo, começaram a surgir novas escolas de samba. Organizadas em Ligas de Escolas de Samba, iniciaram os primeiros campeonatos para constatar qual escola de samba era a mais bela e animada.
A Região Nordeste permaneceu com as tradições originais do carnaval de rua como, por exemplo, Recife. Já na Bahia, o carnaval de rua conta com a participação dos trios elétricos, embalados por músicas dançantes, em especial pelo axé.

REVIRANDO O BAÚ - RAUL SEIXAS


Raul Seixas nasceu em Salvador no dia 28 de junho 1945 e faleceu em 1989, portanto é da mesma geração que definiu a tropicália: Betânia, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Gal Costa entre tantos outros. Mas Raul, ao contrário destes, teve em sua infância um maior contato e assimilação do rock and roll já que era vizinho e amigo de filhos de famílias americanas que trabalhavam para o consulado americano na Bahia.
Filho de Raul Varella Seixas e Maria Eugênia Seixas. Tornou-se logo fã ardoroso de Elvis Presley, fundando aos 14 anos um fã-clube brasileiro do cantor (Elvis Rock Club). Engana-se, porém quem pensa que Raul renegou a cultura brasileira adotando o rock and roll; odiava a bossa nova, mas acrescentou ao seu rock elementos de música nordestina como o baião, xaxado, música brega.
Ele foi um músico, compositor e cantor brasileiro, um dos grandes representantes do Rock no Brasil. É conhecido por músicas como “Maluco Beleza” e “Ouro de Tolo”.
Desde a adolescência, ficou impressionado com o fenômeno do Rock ‘n’ Roll, em 1962 em meio ao movimento bossa nova que explodia no Brasil, Raul monta sua primeira banda, Os Relâmpagos do Rock, que mais tarde teria seu nome mudado para The Panthers e finalmente Raulzito e os Panteras. Pela formação do grupo passaram entre outros além de Raul (vocal e guitarra), Thildo Gama, Perinho (guitarra), Mariano Lanat (baixo), Carleba (bateria). Logo abandona a faculdade de direito.
Mas o sucesso veio mesmo depois do lançamento do disco “Krig-ha, Bandolo” (1973), cuja música principal, “Ouro de Tolo”, fez grande sucesso no Brasil. O disco tinha outras músicas de grande repercussão, como “Mosca na Sopa” e “Metamorfose Ambulante”.
Gravam um compacto que seria distribuido para rádios com duas músicas (sendo uma versão de Elvis Presley). Apresentam-se em clubes e algumas vezes em rádio e TV. Começam a formar fama como expressão local do movimento Jovem Guarda da época (liderado por Roberto Carlos, Jerry Adriani, Erasmo Carlos, Wanderléa, etc, por sua vez versões brasileiras do sucesso dos Beatles).
Com o apoio de Jerry Adriani sai em turnê pelo Brasil com os Panteras (abrindo os shows do primeiro) e grava em 1968 o seu primeiro LP, auto intitulado. Não alcançando nenhuma repercussão a nível nacional Raul volta para Salvador possivelmente pretendendo abandonar a música. Sairia da Bahia novamente para tentar carreira de produtor na CBS onde produziria e comporia para Jerry Adriani, Renato e Seus Blue Caps, Trio Ternura, Sérgio Sampaio, entre outros astros da época. Perderia este emprego por produzir e gastar dinheiro sem conhecimento dos seus superiores na prensagem de seu segundo LP, Sociedade da Grã Ordem Kavernista Apresenta Sessão das Dez.
Em 1972 alcançou a tão desejada repercussão nacional classificando duas músicas no Festival Internacional da Canção, evento de grande repercussão montado anualmente pela Rede Globo, um concurso de músicas. Raul participou com Let Me Sing Let Me Sing (que chegaria às finais) e Eu Sou Eu Nicuri é o Diabo. A boa aceitação lhe valeu seu primeiro contrato com uma gravadora, a Philips Phonogram. Lançou um compacto de Let Me Sing Let Me Sing e o LP coletânea de covers 24 Maiores Sucessos da Era do Rock (que nem mesmo traz o nome de Raul, sendo lançado sobre o nome de uma banda Rock Generation). O segundo compacto, Ouro de Tolo, foi o seu primeiro grande sucesso.
Em 1973 saiu o LP Krig-Ha Bandolo! Apresentando as primeiras parcerias de Raul com o companheiro de estudos esotéricos Paulo Coelho. Começou a formar em parceria o grupo Sociedade Alternativa, anarquista, baseado na doutrina de Aleister Crowley e também destinado a estudos esotéricos. Chegariam a pensar em construir em Minas Gerais a comunidade alternativa Cidade das Estrelas. O movimento foi, porém considerado subversivo pelo governo militar. Raul (que aparentemente passou por sessões de tortura), Paulo e as respectivas esposas (Edith e Adalgisa) foram exilados nos estados unidos. Raul viria a conhecer durante o exílio alguns de seus ídolos, Elvis Presley, John Lennon e Jerry Lee Lewis.
Voltaram ao Brasil em 1974 em meio ao sucesso do segundo LP, Gita, possivelmente o seu lançamento de maiores vendagens e repercussão, ganhando discos de ouro e participando da trilha sonora da novela O Rebu. A Philips chegou a relançar 24 Maiores Sucessos... Sobre um novo nome, 20 Anos de Rock e dessa vez sobre o nome de Raul. Seguiriam-se então LPs de grande repercussão, Novo Aeon, Há 10 Mil Anos Atrás (último em parceria com Paulo Coelho), Raul Rock Seixas, O Dia Em Que a Terra Parou.
No início da década de 80 Raul Seixas começou a apresentar problemas de saúde em virtude de consumo exagerado de álcool. Não parou, porém de lançar discos e projetos, Mata Virgem, Por Quem os Sinos Dobram, Abre-te Sésamo. Passou a sofrer de hepatite crônica em virtude da bebida e estava em um hiato de contratos e shows.
Após a queda de vendagens nos últimos discos e um longo boicote de gravadoras, estourou novamente em 1978 com a música Carimbador Maluco do LP Raul Seixas, parte do especial infantil Plunct Plact Zumm da Rede Globo. Seguiram-se os discos Metrô Linha 743, Uah Bap Lu Bap La Bein Bum (com o que seria seu último grande hit, Cowboy Fora da Lei) e A Pedra do Gênesis (que deveria ser apenas parte de um projeto maior chamado Opus 666 que não chegou a ser lançado).
Em 1988 Raul passou a compor, gravar e excursionar com o também baiano Marcelo Nova, vocalista da banda Camisa de Vênus (então em fase de extinção).
Em 21 de Agosto de 1989 com apenas 44 anos de idade, apenas dois dias após o lançamento de A Panela do Diabo, Raul Seixas morre de um ataque cardíaco em virtude de problemas causados pela bebida. Curiosamente após a sua morte tem o seu talento mais reconhecido do que nunca, arregimentando a cada dia mais seguidores, sendo lançados postumamente registros inéditos e coletâneas, todos sucessos de vendas.
Raul Seixas é considerado um dos maiores músicos brasileiros, com uma enorme quantidade de fã-clubes.


sábado, 9 de fevereiro de 2013

OBG PELAS MAIS DE 70 MIL VISUALIZAÇÕES



Caros leitores e leitoras, neste momento quero agradecer a todos as visualizações, compartilhamentos e divulgações do meu blog, pois hoje chegamos a marca de mais de 70000 visualizações. Owwn, 70000 visualizações! Muito obrigado amigos! Bom saber que vocês estão aí mesmo à gente estando aqui! Obrigado a todos pelas 70000 visualizações.
Brevemente com a ajuda de todos vocês, o meu cantinho estará prestes a ter 8000 visualizações. Agradecido pelas visitas que até hoje fazem e pelo carinho que deixam demonstrados através dos comentários.

Vianney Torres – Editor chefe do Blog Medley Cultural.

AGENDA: CANHOTINHO, SERTÂNIA, CUSTÓDIA E SERRA TALHADA







Em Custódia, no dia 13/02 as 17h no CLRC.


Em Serra Talhada - PE