domingo, 31 de março de 2013

ESPAÇO DA POETISA SILMARA FEITOSA: RETRATO DE MULHER



RETRATO DE MULHER

Olhar sereno ser terno e profundo,
Feito uma flecha transpassa o mundo,
Fala com os olhos, diz a que vem,
É transparente forte e singela,
Sabe ser forte, frágil e bela,
Ouve o silencio do próprio grito,
Pés que alcançam o infinito,
Mãos que afagam e secam o pranto,
Mesmo feridas, causam encanto,
Mulher ousada, tímida ou felina,
Menina, moça, mulher divina,
Abençoada e agradecida,
Vitoriosa jamais vencida,
Mulher guerreira, porém humana,
Que cai e chora diva ou cigana,
Tantas histórias interrompidas,
Mulher amada, não entendida,
Cantando esquece peito que dói,
Fragmentada se reconstrói,
Sonhar com o belo jamais se cansa,
Mesmo sem forças tem esperanças.
(Para todas as mulheres que como Eu, buscam, sonham, insistem e vencem; dedico.)
(SILMARA FEITOSA)