domingo, 1 de setembro de 2013

ESPAÇO DA POETISA SILMARA FEITOSA


'O tempo não para, 
O ser humano também não pode parar no tempo,
'O mundo gira e a cada volta fica diferente'
Os dias seguem o percurso natural,
O ser humano segue seu caminho, conforme seu desejo,
O tempo aponta uma sombra, cada vez que se almejam reflexões.
'Sempre haverá tempo para novos Tempos.
(SILMARA FEITOSA)