sábado, 22 de março de 2014

HUMORISTA CANARINHO, DE 'A PRAÇA É NOSSA', MORRE AOS 86 ANOS


Nesta sexta-feira (21), a comédia brasileira perdeu uma grande personalidade. Aloísio Ferreira Gomes, o Canarinho, de 86 anos, do programa A Praça é Nossa, sofreu um infarto agudo no miocárdio no último domingo (16), e estava internado no Hospital Santana, em Mogi das Cruzes, São Paulo. Nascido em Salvador, na Bahia, Aloísio Ferreira Gomes começou a atuar aos 17 anos. Trabalhou no rádio, no cinema e na televisão. Em 1947 já era cantor profissional, cantando na Rádio Excelsior da Bahia.
Canarinho chegou a São Paulo na década de 1950, mais precisamente em dezembro de 1955. Na capital paulista, integrou o conjunto de samba do Internacional Russo do Pandeiro. Antes de ser tornar um dos profissionais de maior destaque no humorístico de Carlos Alberto de Nóbrega, Canarinho foi também colunista de esportes do jornal Folha da Manhã.
Em 1956, entrou para o time de humoristas do programa Praça da Alegria, comando pelo pai de Carlos Alberto de Nóbrega, Manoel da Nóbrega. Logo em seguida, foi um dos participantes do programa Praça Brasil. Canarinho participou também da primeira versão da série O Sítio do Pica-Pau Amarelo, exibida pela Rede Globo, no fim da década de 1970. No conto de Monteiro Lobato, o humorista interpretou o personagem Garnizé.
Em 1987, ganhou destaque na Praça é Nossa, do SBT. Em suas participações no programa, Canarinho costumava usar o telefone público próximos de outras pessoas, falando bem alto.
A assessoria de imprensa do SBT lamentou a morte de Aloísio Ferreira Gomes por meio de um comunicado enviado nesta sexta-feira (21), dia de sua morte. 
— Lamentamos a perda do humorista e deixamos nossos sentimentos aos familiares, amigos, admiradores e colegas de trabalho de Canarinho.
Ainda de acordo com o comunicado, a família vai realizar o desejo do humorista em ser cremado.

Fonte: R7 Entrenimento