quarta-feira, 30 de novembro de 2016

FÁTIMA BERNARDES CONSOLA WILLIAM BONNER


Quem ligou no "Encontro" nesta quarta-feira (30) estranhou a ausência de Fátima Bernardes no programa.
Em seu lugar surgiu Cissa Guimarães, que ao lado dos colaboradores do programa tocaram a pauta do dia.
Fátima tirou licença para apoiar o ex-marido, William Bonner e os filhos em um momento difícil.
Morreu ontem (29) pela manhã, o pai de Bonner, o médico William Bonner, ex-sogro de Fátima.
Por conta dessa perda, Bonner não teve condições de apresentar o Jornal Nacional na terça (29).
O pai do âncora vivia em Ribeirão Preto, interior de SP, onde estava internado há meses.
O enterro deve acontecer na região.
Será um dos primeiros encontros públicos de Fátima e Bonner após o anúncio da separação do casal.
Segundo amigos do ex-casal, o pai de Bonner adorava a ex-nora e vice-versa.
A apresentadora não comandou o programa hoje para ir ao enterro do ex-sogro.
Fonte: R7

SBT PODE SUBSTITUIR PORTIOLLI POR FILMES NAS NOITES DE SÁBADO


SBT estuda colocar filmes no lugar de Portiolli sábado à noite.
Se o SBT já tem decidido que Celso Portiolli e Otávio Mesquita irão dividir a sua programação das tardes de sábado, ainda existe a dúvida do que irá ocupar o horário do "Sabadão".
Algumas possibilidades estão em estudos, entre as que existem, a simples colocação de um filme é a última delas.
Por outro lado, a direção do SBT trabalha com a certeza, como aqui se antecipou, que no horário da uma às três da tarde do domingo entrará uma nova versão do "Fantasia".
Confirmando aquilo que se falava no salão do cabeleireiro Jassa, posto avançado das grandes decisões da emissora, esta é uma decisão que Silvio Santos já tomou.
Fonte: UOL TV e Famosos

JÔ SOARES DEFINE ZIRALDO COMO ÚLTIMO ENTREVISTADO DE SEU PROGRAMA NA GLOBO


O "Programa do Jô", no ar na Globo deste o ano 2000, está em sua última temporada na emissora. 
Depois de tentar convencer Silvio Santos a lhe conceder uma entrevista exclusiva, Jô Soares desistiu de continuar seduzindo o dono do SBT para o bate-papo. 
Segundo informações da revista Veja, o último entrevistado será o escritor e cartunista Ziraldo, de 84 anos.
O último programa vai ao ar no dia 16 de dezembro, sexta-feira. 
Para substituir o "Programa do Jô", a Globo colocará o jornalista Pedro Bial, que por sua vez deixou o "Big Brother Brasil", este ocupado por Tiago Leifert.
Jô já disse que não tem a intenção de se aposentar após o fim de seu programa.

Fonte: Na Telinha

terça-feira, 29 de novembro de 2016

SILVIO SANTOS NÃO HUMILHOU, E SIM ENDOSSOU DUDU CAMARGO EM SABATINA IRÔNICA


Responsável direto pela escalação de Dudu Camargo, um jovem de 18 anos, como apresentador do telejornal “Primeiro Impacto”, Silvio Santos o sabatinou neste domingo (27) em seu programa, durante o “Jogo das Três Pistas”.
Foram cerca de 10 minutos de interação, antes de o jogo começar. Dois dias antes de ir ao ar, a assessoria de imprensa do SBT destacou dois trechos da conversa, que passaram a impressão de que Silvio humilhou Camargo. Não foi isso que ocorreu.
Foi uma conversa típica do apresentador, repleta de brincadeiras e “troladas”. Fingindo desconhecer Camargo, Silvio fez uma série de piadas com o objetivo de dar chance ao garoto de se apresentar a um público maior (o “Programa Silvio Santos” é uma das maiores audiências do SBT).
Primeiro, o dono do SBT se dirigiu a Fabiano Wicher, diretor do programa, e reclamou: “Em vez de trazer gente boa e conhecida, você traz duas pessoas que eu nunca vi na vida. Vai ver que estavam passando pelo corredor. Quem são esses dois?” Foi a deixa para Wicher informar quem é Dudu Camargo: “Um é apresentador do SBT'', respondeu.
Depois, Silvio perguntou ao jovem o nome dele e quis saber por que ele trocou o Eduardo pelo diminutivo Dudu. Foi uma oportunidade para o garoto explicar que se inspirou em Gugu Liberato, que teria ouvido a recomendação de Raul Gil. “Porque fica mais fácil de memorizar”.
Em seguida, Silvio fez várias perguntas sobre a rotina de Camargo como apresentador do “Primeiro Impacto”. Foi uma oportunidade para o jovem contar que acorda às 2h da manhã e chega no SBT às 3h. E também “lembrar” que o SBT agora mantém um telejornal ao vivo durante todo madrugada.
Fingindo mais uma vez desconhecer esta outra decisão sua, Silvio disse: “Agora tem jornal ao vivo de madrugada, é verdade. De vez em quando tem umas maluquices no SBT”.
Em um raro momento que demonstrou saber muito bem quem é Camargo, Silvio lembrou de um comentário do jovem no Twitter, no qual o dono do SBT foi chamado de “gagá”. “Quem autorizou você a me chamar de gagá?” Ele respondeu dizendo que o próprio Silvio já contou várias vezes que Iris Abravanel o chama de gagá.
Foi, então, que Silvio lembrou que Camargo “tá sendo malhado” por todo mundo. E fez o fatídico comentário: “Teu pai já te viu na TV? Não se suicidou?”
Silvio, então , repassou algumas críticas feitas a Camargo: “Tá todo mundo criticando você. Que você tá cheirando leite, nem se livrou da mamadeira, como pode se fantasiar de jornalista e trabalhar no ‘Primeiro Impacto’…” E na sequência, com um risinho típico, fez uma pergunta de dupla sentido: “Tá todo mundo metendo o pau em você. Aliás, você não se incomoda que metam o pau em você?'' O que levou Camargo a dizer: “Isso aí é com meu concorrente no horário”.
Em resumo, Dudu Camargo apresenta o “Primeiro Impacto” por obra de Silvio Santos. Qualquer crítica ao garoto, na verdade, é uma crítica ao dono do SBT. E Silvio sabe muito bem disso. Os 10 minutos que ofereceu a Camargo foram, na verdade, um endosso público a ele.
Fonte: UOL TV e Famosos

MC GUI RECEBE ALTA DE HOSPITAL APÓS SER ATROPELADO E PASSAR POR CIRURGIA


"MC Gui recebe alta hospitalar e terá acompanhamento fisioterápico no tempo estabelecido pela equipe médica. Os shows, deste final de semana, estão cancelados e serão remarcados em breve. Obrigado a todos os profissionais do Hospital São Luiz, fãs e amigos", informou a mãe do cantor.
Mas cedo, Claudia explicou o ocorrido. "MC Gui, na noite de sexta-feira, passou por uma cirurgia delicada no joelho, após ser atropelado por uma moto, assim que saia de seu carro, nas proximidades de sua residência na Zona Leste de São Paulo. A cirurgia terminou com sucesso às 4h de sábado. ele já está no quarto e passa bem", escreveu ela.
Ainda na madrugada, Gui fez um vídeo na rede social e contou que precisaria ser operado após ser atropelado. Na ocasião, o cantor tranquilizou os fãs, mas não deu detalhes de como foi o acidente.
MC Gui ainda escreveu nas redes sociais: “Fala pessoal, desde já quero agradecer a todo o carinho de vocês pelas redes sociais por conta desse vídeo postado! Espero que dê tudo certo, vou informando vocês.”.“Estou aqui para deixar um recadinho para todos os meus fãs. Infelizmente fui atropelado, sofri um acidente. Graças a Deus não foi muita coisa. Só que infelizmente vou ter que passar por uma cirurgia na perna. Amanhã, talvez, eu receba alta ou senão vou ter que ficar mais um pouquinho aqui”, disse ele.

Fonte: EGO

PRODUTOR DE SAFADÃO TERIA QUEBRADO CELULAR NO ROSTO DE MÁRCIA FELLIPE; CANTORA NEGA


A cantora de forró Márcia Fellipe sofreu uma suposta agressão do marido Rod Bala, ex-baterista e atual produtor musical de Wesley Safadão. Conhecido no meio forrozeiro como R10, o músico teria descoberto uma traição de sua esposa com um dos dançarinos da banda. Furioso, ele hipoteticamente quebrou um celular no rosto de sua companheira.
De acordo com um comunicado da banda, a artista se submeteu a uma cirurgia para reparar os ferimentos causados por um acidente doméstico. Márcia cancelou três shows que estavam agendados no Maranhão. A “fenomenal” nega a agressão em seu perfil no Instagram. A forrozeira afirma que “ela e seus filhos são imensamente bem tratados por Rod”.
Uma semana depois da suposta agressão, na última terça-feira, 22, R10 e a equipe de Márcia Fellipe, assim como a cantora, seguiram viagem para o México, onde gravaram o clipe da música “Virou ex, perdeu a vez”. O dançarino, suposto pivô da traição, não viajou e perdeu o emprego.
Veja a postagem de Márcia Fellipe no seu instagram:

"É incrível até onde vai a maldade das pessoas... Infelizmente a mentira e a falta de caráter daqueles que espalham boatos inverídicos sobre pessoas que nem conhecem direito é algo que não tem limites, mas a nossa alegria é sabermos que existe um Deus que nos sustenta e justifica mesmo quando tentam nos denegrir e derrubar! Só quem conhece o Rod de perto sabe a índole e o caráter desse coração bondoso em forma de ser humano! Tudo que sou e todos os lugares onde chegamos até aqui é fruto do nosso esforço, renúncias, dedicação e trabalho! Muito trabalho! MUITO TRABALHO HONESTO Nem precisava postar isso porque essa mentira descabida que foi divulgada em várias matérias dando conta de uma suposta agressão; é algo tão baixo e pequeno que realmente merece ser ignorado e esquecido, mas aproveitei a oportunidade pra honrar o ROD e dizer que eu e os meus filhos somos imensamente bem tratados e abençoados por termos alguém como o Rod ao nosso lado! Na Verdade eu e ele temos aprendido dia a dia a administrar todos os desafios de uma maneira respeitosa e feliz porque União é quando pessoas superam suas diferenças e decidem crescer JUNTOS! Nossa Fortaleza é Deus e quanto mais algumas pouquíssimas pessoas escolherem plantar o mal contra nós Mais nós usufruiremos de uma Paz sem limites que matérias e boatos maldosos como esse jamais conseguirão comprometer! O mal por si só é destruído e Nós seguiremos Firmes. Sabemos que a Justiça de Deus não falha e enquanto alguns tentam nos abater a gente fica muito mais forte pra vencer todas as batalhas com Fé e a Paz de Deus em nossos corações!🙌🏽🙌🏽🙌🏽"

Fonte: O Povo

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

EDSON CELULARI DIZ ESTAR CURADO DO CÂNCER: "VONTADE DE FAZER UMA FESTA"


Edson Celulari está curado do linfoma não-hodgkin, tipo de câncer contra o qual o ator vinha lutando há cinco meses.
"Estou eufórico. É a alegria da página virada. Quando terminei de fazer as sessões de quimioterapia, descobri que, por precaução, teria de me submeter a mais doze sessões de radioterapia. Terminei quinta passada", contou Celulari, de 58 anos, em entrevista à coluna de Ancelmo Góis do jornal "O Globo".
O ator também usou sua conta no Instagram para comemorar o fim do tratamento. "Graça recebida. Graça agradecida. Um coração pleno de obrigados. Vida que segue com muito amor. Dia de um sol lindo por aqui, e que ele ilumine a todos", escreveu.
Celulari se tratou com a médica Yana Novis, do Hospital Sírio Libanês, mesma profissional que cuidou de Reynaldo Gianecchini e Dilma Roussef, diagnosticados com o mesmo tipo de câncer do ator.
"Sinto uma sensação de alívio, uma vontade de comemorar, de agradecer a todos, de fazer uma festa, mas todas as pessoas não caberiam no Maracanã", comemorou Celulari.
Na entrevista, o ator contou que o tratamento "não foi tão terrível" e que a jornada em busca da cura restaurou sua fé. "Acho que eu aproveitei a minha oportunidade. Mexi em todas as minhas prateleiras. Voltei a dar importância ao que eu já não prestava mais atenção. Trabalhei a generosidade, a humildade e voltei meu olhar para as coisas verdadeiramente importantes", disse.
Afastado da TV desde 2015, quando fez a novela "Alto Astral", Celulari está escalado para "À Flor da Pele", próxima trama das 21h da Globo. No folhetim de Glória Perez, ele viverá Dantas, um sujeito namorador e alegre.
Enzo Celulari, filho do ator, também comemorou a vitória do pai contra a doença. 
"Esse aí, ao meu lado, é o verdadeiro exemplo. Exemplo de vida, de pessoa, de força, de coragem, de determinação, e principalmente, de superação! No dia de hoje, agradeço primeiramente a Deus e a todos os amigos e pessoas das quais recebemos mensagens de apoio e carinho. E queria deixar claro aqui, o meu maior agradecimento... Que é a você, papai, por ensinar a todos nós como enfrentar uma batalha árdua com tanto louvor e a como alcançar um final feliz, mesmo que as vezes, o caminho seja tortuoso. Eu te amo, meu guerreirão! E agora o que nos resta é brindar... Brindar a vida... A SUA vida!", escreveu.
Fonte: UOL TV e Famosos

MESQUITA REBATE ACUSAÇÃO E NEGA TER "PUXADO TAPETE" DE RAUL GIL NO SBT


Otávio Mesquita rebateu a acusação feita por Raul Gil, que o responsabilizou pela sua saída do SBT, e disse ter feito apenas uma "reclamaçãozinho" a Silvio Santos, dono da emissora, durante um encontro informal no salão do Jassa.
Durante entrevista exibida pelo programa "Pânico na Band", neste domingo (27), Mesquita deu a sua versão e afirmou que em nenhum momento teria puxado o tapete de Raul Gil.
"Eu acho que na vida você sempre tem que ser um cara com foco. Aos 30 anos [de televisão], eu queria um horário melhor, porque estava entrando muito tarde [às madrugadas, de segunda a sexta]. E aí, num dia, num encontro informal com o Silvio lá no Jassa, eu fiz uma reclamaçãozinha, mas sem falar muita coisa. [Disse] 'Ô Silvio, estou entrando muito tarde, quem sabe um dia eu pudesse ter um horário melhor'", relatou Otávio.
"E aí me ligaram [depois], alguém dizendo que eu teria a possibilidade de um horário bacana, que seria aos sábados --porque eu tinha falado aos sábados", continuou.
A declaração de Otávio Mesquita é uma resposta à queixa feita publicamente por Raul Gil, que o responsabilizou pela sua saída do SBT, que acontecerá em fevereiro.
Ele repetiu algumas vezes que foi a partir de "fofoca" feita por Otávio no salão do Jassa que tudo começou. "Você [Otávio] puxou o meu tapete, isso não se faz, você foi lá no [salão do] Jassa fazer fofoca", insistiu Raul ao humorista do "Pânico", que estava fazendo paródia de Otávio Mesquita. "Aqui se faz aqui se paga" e "Deus sabe o que faz" foram palavras ditas pelo veterano à equipe do "Pânico", na mesma matéria.
Raul ainda afirmou que "ama o Silvio Santos". "Eu sou maravilhosamente grato, ele foi de uma humildade muito grande, ficamos 1h conversando, falando sobre a nossa vida."
Sobre o seu futuro, o apresentador disse que "graças a Deus já tem vários convites" e não descartou também a possibilidade de voltar à Band.
Raul Gil anunciou a sua saída do SBT no início de novembro. Segundo a emissora, a decisão teria ocorrido em "comum acordo" entre as partes.
"Foram anos e anos de alegrias, processos criativos e constante trabalho árduo", postou Raul Gil Jr., o Raulzinho, que também dirige o programa do pai.
"Obrigado, Silvio Santos e o SBT! Eu, meu pai e toda a nossa equipe de produção jamais esqueceremos o tempo em que trabalhamos juntos. Agora o desafio é outro. Sigamos todos em frente", finalizou Raul Gil Jr.
O SBT ainda não informou qual programa  irá substituir Raul Gil aos sábados à tarde. Nessa faixa, durante este ano, ele foi praticamente sempre o vice-líder isolado, só atrás da Globo.
Quase que simultaneamente ao programa, na Band, Otávio Mesquita promoveu um desabafo sobre o assunto através de um vídeo seu perfil no Instagram. (Assista ao vídeo abaixo)
"Mais uma vez Raul me acusa de ser o responsável pela saída dele. E eu mais uma vez desminto isso. Fico triste e muito", disse.
"Raul Gil insiste nessa história de que eu falei. É balela. Não tenho essa capacidade. Eu tenho que cuidar da minha vida, do meu programa. Raul, por favor para de falar que eu fui o culpado eu não tenho nada com isso, está ficando chato para você e para mim também...acaba com isso", completou.

Fonte: UOL TV e Famosos

domingo, 27 de novembro de 2016

VEIAS SALTADAS VIRAM MOTIVO DE ORGULHO; MAS SERÁ QUE A MANIA É SAUDÁVEL?


Ter as veias saltadas, assim como já conhecido abdômen “rasgado”, está virando um novo desejo do mundo fitness. Gracyanne Barbosa, Bella Falconi, Penélope Nova, Marcos Mion e diversos “marombeiros” já ostentam nas redes sociais fotos de braços, pernas e mãos musculosas e com vasos protuberantes.
Porém, não é qualquer um que pode exibir por aí a vasodilatação --alargamento dos vasos sanguíneos. De acordo com o médico do esporte Samir Salim Daher, diretor do departamento de medicina esportiva do Clube Pinheiros, em São Paulo, a combinação de três fatores colabora para isso: o baixo índice de gordura corporal, a prática constante de atividade física --principalmente a musculação-- e a propensão genética.
“Quando o indivíduo está se exercitando, as frequências cardíaca e respiratória ficam mais aceleradas, aumentando o aporte sanguíneo. O músculo, por sua vez, demanda mais nutrientes, como o oxigênio e o glicogênio, porque está trabalhando rapidamente, o que faz crescer a quantidade de sangue circulando [nas veias]”, explica Daher. O músculo também fica enrijecido e com o tônus maior. “Essa contração acaba empurrando a veia [já existente] às superfícies musculares.”
E esses vasos continuam em relevo por tempo indeterminado, mesmo que a prática de exercícios não aconteça. “Cada um reage de uma maneira. Eles podem desaparecer em 24 horas, como permanecer até um mês”, conta. Mas não basta apenas malhar para ter as veias aparentes. “Existe ainda a condição genética e, além dela, a baixa concentração de gordura no corpo, que, para um não atleta, varia entre 12 e 14%”, complementa.
Muitas vezes, ao postarem imagens que mostram a vasodilatação, as celebridades do universo da malhação recebem críticas e questionamentos. Afinal, é prejudicial à saúde? Segundo Daher, não. “Se fizer parte de um processo fisiológico do exercício, não faz mal algum. No entanto, se a pessoa [mulheres, principalmente] é sedentária, fuma, toma pílulas anticoncepcionais e tem vasos salientes, pode ser sinal de alguma patologia, como as varizes. Nesse caso, é indicado procurar um cirurgião vascular.
A preparadora física Clóe Celentano, membro da Sociedade Brasileira de Personal Trainers, comenta que, com o intuito de ficar com os vasos saltados, há quem faça séries de exercícios com mais peso e repetições exageradas, além de usar anabolizantes, atitudes que ela condena.


O diretor técnico da rede de academias Bodytech, Eduardo Netto, também reprova os praticantes que colocam cargas extremamente grandes e prendem a respiração enquanto treinam. “São besteiras que muitos fazem. Por isso, a orientação profissional é importante”, diz.

A auxiliar administrativa Flávia Akemi, 26, vai à academia há quatro anos e conta que nunca malhou com o objetivo de ter as veias proeminentes. “Na infância, fiz ginástica olímpica e sempre me exercitei, com a intenção de melhorar minha condição física”. Três meses após começar a ginástica, os vasos apareceram.
“Foi natural. Eles ficaram mais visíveis quando emagreci, assim que acertei uma dieta com seis refeições diárias à base de proteína --frango ou clara de ovos--, vegetais e carboidratos de baixo índice glicêmico [nível de açúcar no sangue], como batata-doce e aveia. Acho que a genética também contou, já que meu pai tem bastante vasodilatação." Hoje fisiculturista, Flávia exibe seus músculos e veias relevadas em apresentações da categoria fitness coreográfico.
Fonte: UOL Estilo de Vida

RECORD ACUSA GLOBO: “EQUIVOCADA” OU “TENDENCIOSA”


A Record usou o programa “Fala que eu te escuto”, de qualidade questionável, transmitido durante as madrugadas da emissora, para torpedear sua maior concorrente.
O tema de hoje foi a enquete de mau gosto feita pelo programa “Encontro com Fátima Bernardes”, da Globo, no início da semana.
Ela perguntou ao espectador quem ele salvaria se fosse médico: um traficante em estado grave ou policial levemente ferido.
O “Fala que eu te escuto” propôs outra questão: “A enquete da Globo foi equivocada ou tendenciosa?”
Além da pergunta carregada de juízo de valor, para torpedear a rival, o programa convidou o deputado federal Major Olímpio (SD-SP). Obviamente, e excelência de baixo clero desceu a lenha na Globo.
Fonte: Veja.com

DOENÇA FAZ LAURA CARDOSO ENTREGAR VILÃ DE SOL NASCENTE PARA NÍVEA MARIA


Afastada das gravações de Sol Nascente há mais de um mês, a atriz Laura Cardoso segue sem previsão de retorno aos estúdios da Globo. Aos 89 anos, ela se recupera de uma infecção urinária persistente. Para ocupar sua função dramática na novela das seis, a emissora já escalou outra veterana, Nívea Maria.

Nos próximos capítulos, Nívea surgirá como a grande vilã feminina da história de Walther Negrão, Julio Fischer e Suzana Pires. Ela interpretará Dona Mocinha, irmã mais jovem de Sinhá, personagem de Laura Cardoso. Todas as maldades planejadas para Sinhá passarão para Dona Mocinha, uma senhora falida que fará de tudo para tomar o dinheiro da família de Tanaka (Luís Melo) e Alice (Giovanna Antonelli).

Se Laura Cardoso voltar a gravar, fará dupla com Nívea Maria. Caso contrário, Nívea seguirá com a história que originalmente seria da colega.

Considerada pela crítica a intérprete da personagem mais interessante de Sol Nascente, uma vovó do mal, Laura se afastou em meados de outubro, obrigando os autores a reescreverem vários capítulos. Laura teve alta médica, os capítulos foram novamente reescritos, mas ela voltou para o hospital. Os episódios sofreram novos ajustes, desta vez retirando as ações de Sinhá.

Nesse meio tempo, Laura chegou a gravar apenas por telefone, passando ordens para César (Rafael Cardoso), que executa seu plano contra os mocinhos da novela. Mas, com a piora de seu estado de saúde, nem isso mais pode ser feito. Em algumas ligações, Sinhá foi apenas citada, sem voz.

Fonte: Notícias da TV

sábado, 26 de novembro de 2016

MORRE AOS 90 ANOS, O EX-PRESIDENTE DE CUBA, FIDEL CASTRO


O ex-presidente de Cuba, Fidel Castro, morreu à 1h29 (hora de Brasília) deste sábado (26), aos 90 anos, na capital Havana. A informação foi divulgada pelo seu irmão Raúl Castro em pronunciamento na TV estatal cubana.

"Com profunda dor compareço para informar ao nosso povo, aos amigos da nossa América e do mundo que hoje, 25 de novembro do 2016, às 22h29, faleceu o comandante da Revolução Cubana, Fidel Castro Ruz", disse Raúl Castro.

"Em cumprimento da vontade expressa do companheiro Fidel, seus restos serão cremados nas primeiras horas" deste sábado, prosseguiu o irmão.

As cinzas serão enterradas em 4 de dezembro, na cidade de Santiago de Cuba, após percorrerem o país numa caravana de 4 dias. Cuba declarou 9 dias de luto oficial pela morte de Fidel Castro.

Visto como um grande líder revolucionário por uns, e como ditador implacável por outros, Fidel foi saindo de cena progressivamente ao longo da última década, morando em lugar não divulgado e fazendo aparições esporádicas nos últimos anos.

As últimas imagens de Fidel Castro são do dia 15, quando recebeu em sua residência o presidente do Vietnã, Tran Dai Quang. Antes, ele foi visto em um ato público foi no dia 13 de agosto, na comemoração de seu 90º aniversário. A festa reuniu mais de 100 mil pessoas. Na época, Fidel apresentou um semblante frágil, vestido com um moletom branco e acompanhado pelo seu irmão Raúl e o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro.

Em abril, durante o XVII Congresso do Partido Comunista de Cuba, Fidel reapareceu e fez um discurso que soou como uma despedida, onde reafirmou a força das ideias dos comunistas.

"A hora de todo mundo vai chegar, mas ficarão as ideias dos comunistas cubanos, como prova de que neste planeta se trabalha com fervor e dignidade, é possível produzir os bens materiais e culturais que os seres humanos necessitam, e devemos lutar sem descanso para isso", afirmou Fidel Castro na ocasião.

Desde que ficou doente, em julho de 2006, e cedeu o poder ao seu irmão Raúl Castro, o líder cubano se dedicou a escrever artigos, assim como livros sobre sua luta na Sierra Maestra e a receber personalidades internacionais em sua residência, no oeste de Havana.

Na noite de 31 de julho de 2006, Fidel Castro surpreendeu Cuba e o mundo com o anúncio de que cedia o poder ao irmão Raúl, em caráter provisório, depois de sofrer hemorragias. Foi a primeira vez que saiu do poder.

Sem revelar qual doença o afetava, Fidel admitiu que esteve à beira da morte. Perdeu quase 20 quilos nos primeiros 34 dias de crise, passou por várias cirurgias e dependeu por muitos meses de cateteres.

Em dezembro de 2007, o comandante cubano já havia expressado em uma mensagem escrita que não estava aferrado ao poder, nem obstruiria a passagem das novas gerações, mas em janeiro foi eleito deputado e ficou tecnicamente habilitado para uma reeleição – o que não ocorreu.

Desde março de 2007, já afastado do cenário público, sendo visto apenas em vídeos e fotos, Fidel Castro se dedicava a escrever artigos para a imprensa sob o título de "Reflexões do Comandante-em-Chefe".

Fidel deixou o poder definitivamente em fevereiro de 2008. Em um texto publicado no jornal estatal “Granma”, ele anunciou sua renúncia.

Apenas quando Fidel era adolescente seu pai se separou da primeira mulher e assumiu a família com a mãe de Fidel, Lina Ruz Gonzalez, com quem teve outros cinco filhos. Nesta época, Fidel foi assumido oficialmente pelo pai e recebeu o nome de Fidel Alejandro Castro Ruz.Fidel nasceu em 13 de agosto de 1926, na província de Holguín, sul de Cuba, e foi batizado durante a infância de Fidel Hipólito. Sua mãe trabalhava para a mulher de seu pai, o bem sucedido latifundiário espanhol Ángel Castro.

Apesar de não ter sido registrado pelo pai na infância, Fidel cresceu estudando em escolas particulares e em meio a um ambiente de riqueza bastante diferente da pobreza do povo cubano.

Bastante inteligente, o jovem era mais interessado nos esportes do que nos estudos. Mesmo assim, o líder cubano iniciou seus estudos na Universidade de Havana em 1945, onde conheceu o nacionalismo político cubano, o anti-imperalismo e o socialismo, e se formou em direito em 1950.

Ao voltar para a faculdade, ele se juntou ao Partido Ortodoxo, fundado para acabar com a corrupção no país.Em 1948, Fidel viajou para a República Dominicana em uma expedição para tentar derrubar o ditador Rafael Trujillo, que foi fracassada.

No mesmo ano, Fidel se casou com Mirta Diaz Balart, de uma rica família cubana. Eles tiveram apenas um filho, Fidelito. O casamento com Mirta acabou em 1955. Durante a união, ele teve um relacionamento com Naty Revuelta, com quem teve uma filha, Alina Fernández-Revuelta. Em 1993, ela fugiu da ilha se fazendo passar por uma turista espanhola. Alina pediu asilo nos Estados Unidos e passou a fazer fortes críticas a seu pai.

Com sua segunda mulher, Dalia Soto del Valle, Fidel teve outros cinco filhos homens cujos nomes começam com a letra "A": Alexis, Alexander, Alejandro, Antonio e Ángel.

Além da filha Alina, uma das irmãs de Fidel, Juanita Castro, também se mudou para os EUA, no início da década de 1960.

Junto com outros membros do Partido Ortodoxo, Fidel organizou uma insurreição. Em 26 de julho de 1953, cerca de 150 pessoas atacaram o quartel de Moncada, em Santiago de Cuba, em uma tentativa de derrubar Batista. O ataque falhou e Fidel foi capturado. Após julgamento, ele foi condenado a 15 anos de prisão. Entretanto, o incidente o tornou famoso no país.

Durante o casamento com Mirta Diaz, Fidel teve contato com as famílias ricas de Cuba, e se candidatou a um posto no parlamento. Entretanto, o golpe do general Fulgêncio Batista derrubou o governo da época e cancelou as eleições.

Em 1955, Fidel foi anistiado, e fundou o movimento 26 de Julho, de oposição ao governo. Nessa época, ele se encontrou pela primeira vez com o revolucionário Ernesto ‘Che’ Guevara e se exilou no México.

Em 1957, junto com Guevara e mais 79 expedicionários, chegou a Cuba a bordo de um navio e tentou derrubar o presidente, mas foi surpreendido pelo Exército e derrotado. Fidel, seu irmão Raúl e Che conseguiram escapar e se refugiaram na Sierra Maestra, onde travaram combates com o governo.

Em 30 e 31 de dezembro de 1958, as vitórias revolucionárias assustaram Batista, que fugiu de Cuba e foi para a República Dominicana. Aos 32 anos, Fidel conseguiu o controle do país.

Um novo governo foi criado, e Fidel assumiu como primeiro-ministro em 1959, após a renúncia de Jose Miro Cardona. Nesta época, foram iniciadas as relações com a então União Soviética.

O líder passou então a sua reforma para o comunismo. Em 1960, Fidel nacionalizou a indústria açucareira de Cuba, sem pagar indenizações. Três anos depois ele estatizaria as fazendas, ampliando a reforma agrária.

Em 1961, o governo proclamou seu status socialista. Houve uma fuga em massa dos ricos do país para Miami, nos Estados Unidos, que rompem as relações diplomáticas com Cuba.

O ataque foi um fracasso – centenas de pessoas foram mortas e quase mil capturadas. Os EUA negaram seu envolvimento, mas revelaram que os exilados foram treinados pela CIA. Décadas depois, o país confirmou que a ação vinha sendo planejada desde 1959.

Em abril, Castro formalizou Cuba como um estado socialista. No dia seguinte, cerca de 1,3 mil exilados cubanos apoiados pela CIA atacaram a ilha pela Baía dos Porcos, em uma tentativa de derrubar o governo.

O incidente fez Castro consolidar seu poder. Em maio do mesmo ano, ele anunciou o fim das eleições democráticas no país e denunciou o imperialismo americano. Che Guevara assumiu o Ministério da Indústria.

Em 1962, os EUA ordenaram o bloqueio econômico total à ilha, isolando o regime, uma política que se seguiu até a atualidade.

Fidel passou a intensificar sua relação com a União Soviética, aceitando financiamento e ajudas militares. Em outubro de 1962, o país concebeu a ideia de implantar misseis nucleares em Cuba, gerando uma crise com os EUA e quase uma guerra nuclear.

Dias depois, o premiê soviético concordou em remover os mísseis com o comprometimento americano de não invadir Cuba. Castro foi deixado de lado nas negociações.

Ainda em 1965, Fidel se posicionou como líder do Partido Comunista cubano. Pouco a pouco, ele começou uma campanha para apoiar a luta armada contra o imperialismo na América Latina e na África.

Em 1965, Che deixa o país para expandir a revolução. Dois anos depois, ele foi assassinado na Bolívia, deixando Fidel como único rosto da revolução.

Apesar do comprometimento dos EUA de não invadir a ilha, houve ataques de outras formas, como o bloqueio econômico e centenas de tentativas de assassinato contra Fidel ao longo dos anos. Fidel chegou a dizer que se escapar de tentativas de assassinato fosse um esporte olímpico, ele teria ganhado medalhas de ouro.

Durante seu governo, Fidel investiu na educação – foram criadas cerca de 10 mil novas escolas, e a alfabetização atingiu 98% da população. Os cubanos têm um sistema de saúde universal, que reduziu a mortalidade infantil para 11 a cada mil nascidos vivos.

Entretanto, as liberdades civis foram confiscadas. Sindicatos perderam o direito de realizar greves, jornais independentes foram fechados e instituições religiosas perseguidas. Castro removeu seus opositores com execuções e prisões, além do exílio forçado.

Centenas de milhares de cubanos fugiram do país ao longo das décadas, muitos seguindo para a Flórida, bastante próxima da costa da ilha. A maior saída ocorreu em 1980, quando o governo anunciou a autorização de saída, e 125 mil pessoas deixaram Cuba – 15 mil delas se jogaram ao mar amarradas e canoas, pneus e botes.

Em 1986, instituições de defesa dos direitos humanos realizaram em Paris o “Tribunal de Cuba”, onde ex-prisioneiros da ditadura deram seu testemunho. Entidades calculam que cerca de 12 mil pessoas morreram nas mãos do governo.

Em 1989, com a queda do muro de Berlin, a União Soviética retira seus 7 mil militares da ilha e acaba com a ajuda comercial à Cuba.

Em 1996, Cuba bombardeia dois aviões civis pilotados por exilados cubanos em Miami, retomando as tensões com os EUA. No ano seguinte, Fidel apontou seu irmão, Raúl, como seu sucessor.

Em 2002, os EUA criam uma prisão para suspeitos de terrorismo em uma base militar Guantánamo, no território cubano. O então presidente George W. Bush inclui o país na lista dos que apoiam o terrorismo.

Desde que caiu doente e entregou o poder provisoriamente a Raúl, Fidel deixou claro que sua doença era um assunto delicado e não um assunto de domínio público.

"Devido aos planos do império (EUA), meu estado de saúde se converte em um segredo de Estado a respeito do qual não se pode ficar constantemente divulgando informações", afirmou.

Os segredos em torno do ex-dirigente são guardados com tanto afinco que não se conhecia nem mesmo o local onde Fidel se recuperava.

Conta-se que, durante anos, Fidel jamais dormiu duas noites no mesmo lugar.

Ele circulava por Cuba em uma caravana com três carros Mercedes Benz pretos idênticos, e a presença dele nas cúpulas realizadas no exterior nunca está 100% confirmada antes de sua chegada.

Até a ideologia comunista dele foi objeto de mistério nos primeiros anos da revolução.

Diferentemente de outros líderes mundiais, a vida privada de Fidel não comparece aos jornais.

O único dos filhos dele que ocupou um cargo público é Fidel Castro Diaz-Balart, o "Fidelito", um engenheiro nuclear que trabalhou como assessor científico do Conselho de Estado.

Fidel nunca abandonou suas ideias sobre estratégia militar. Em 1953, quando organizou o ataque contra o quartel Moncada, em Santiago de Cuba, sua primeira e desastrosa ação militar, quase todos os seus companheiros só ficaram sabendo do objetivo da investida no último minuto.

Fonte: G1

SALMO 41


1. BEM-AVENTURADO é aquele que atende ao pobre; o SENHOR o livrará no dia do mal.
2. O SENHOR o livrará, e o conservará em vida; será abençoado na terra, e tu não o entregarás à vontade de seus inimigos.
3. O SENHOR o sustentará no leito da enfermidade; tu o restaurarás da sua cama de doença.
4. Dizia eu: SENHOR, tem piedade de mim; sara a minha alma, porque pequei contra ti.
5. Os meus inimigos falam mal de mim, dizendo: Quando morrerá ele, e perecerá o seu nome?
6. E, se algum deles vem ver-me, fala coisas vãs; no seu coração amontoa a maldade; saindo para fora, é disso que fala.
7. Todos os que me odeiam murmuram à uma contra mim; contra mim imaginam o mal, dizendo:
8. Uma doença má se lhe tem apegado; e agora que está deitado, não se levantará mais.
9. Até o meu próprio amigo íntimo, em quem eu tanto confiava, que comia do meu pão, levantou contra mim o seu calcanhar.
10. Porém tu, SENHOR, tem piedade de mim, e levanta-me, para que eu lhes dê o pago.
11. Por isto conheço eu que tu me favoreces: que o meu inimigo não triunfa de mim.
12. Quanto a mim, tu me sustentas na minha sinceridade, e me puseste diante da tua face para sempre.
13. Bendito seja o SENHOR Deus de Israel de século em século. Amém e Amém.


A PEDIDO DE SILVIO SANTOS, RAUL GIL FICA NO SBT ATÉ O CARNAVAL


Em reunião a portas fechadas, Silvio Santos e Raul Gil decidiram ontem (22) prolongar o contrato do apresentador em mais dois meses. Raul Gil, que deixaria o SBT no final de dezembro, quando venceria originalmente o seu contrato, vai ficar no ar até 25 de fevereiro de 2017.

Silvio Santos pediu a "gentileza" a Raul Gil para que o SBT tenha mais tempo e possa estrear seu novo programa das tardes de sábado em uma época mais favorável comercialmente. Conforme foi revelado na semana passada, Celso Portiolli deixará os domingos para ficar com a vaga de Raul Gil, das 14h às 16h30.

Após seis anos de vínculo, Raul Gil deixará o SBT por decisão Silvio Santos, que estaria insatisfeito com as receitas e audiências do apresentador. O Programa Raul Gil oscilou entre 5,4 e 6,6 pontos de média nas últimas quatro semanas na Grande São Paulo e perdeu todas as disputas para a Record.

Com o novo programa de Celso Portiolli, no ar a partir de 4 de março, o SBT espera marcas superiores às de Raul Gil e a conquista do segundo lugar no Ibope. Sábado é o dia em que o SBT tem a menor média de audiência. Com um vespertino mais forte, a emissora pode impulsionar os números de sua programação noturna, com reality shows de apelo comercial.

Fonte: Notícias da TV 

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

SARAH SHEEVA COMEMORA UMA DÉCADA DE CELIBATO COM POST NO INSTAGRAM


Conhecida por ter integrado o trio SNZ ao lado das irmãs Nãna Shara e Zabelê Gomes nos anos 2000, a ex-cantora e atual pastora evangélica Sarah Sheeva comemorou 10 anos de celibato com um post no Instagram.
"Como é bom a gente poder dormir em paz e, mesmo sozinha há anos, mesmo sem beijar na boca há mais de 10 anos mesmo sem ver aquilo maravilhoso na frente há mais de dez anos, mesmo assim, estar se sentindo a princesa do Papai Celestial", escreveu a filha de Pepeu Gomes e Baby do Brasil na rede social.
Em entrevista ao "De Frente com Gabi" em 2012, Sarah então aspirante a pastora da Igreja Celular Internacional disse que foi ninfomaníaca no passado e pediu para Deus adormecer seu desejo sexual. "O sexo tem o poder de unir espiritualmente as pessoas", afirmou ela, que defende a abstinência sexual completa antes do casamento.
No post, Sarah aproveitou para mostrar a mudança no visual. "Como meu cabelo loiro está lindo", anunciou ela em uma publicação feita na última terça-feira (22). Compartilhado nas redes sociais, a mensagem se tornou viral, e a expressão "aquilo maravilhoso" entrou para os Trending Topics do Twitter na noite desta quinta.
Fonte: UOL TV e Famosos

LEONOR CORRÊA DIZ QUE PRIMEIRA NOVELA É SUA GRANDE CHANCE


Foi graças a um documentário sobre os 85 anos de Silvio Santos – que não chegou a ser exibido, por ordem do patrão –  que Leonor Corrêa pôde realizar um sonho. À frente de sua primeira novela, a recém-estreada "Carinha de Anjo", no SBT, que ela, até então mais conhecida do público como diretora e apresentadora de TV, pôde se dedicar ao ofício que a realiza por completo: escrever. Durante o processo de colher depoimentos (120, no total) sobre o dono da emissora, a autora se aproximou de Iris Abravanel, até então a titular da dramaturgia no canal.
"Ela conheceu coisas que eu já tinha feito e disse que a equipe dela estava fazendo uma novela atrás da outra. Foi quando ela me chamou para conversar sobre ter uma equipe para revezar com a dela e perguntou se eu topava o desafio de adaptar essa novela. Acho que eles estavam precisando de férias (risos). Era tudo que eu sempre quis", conta ela.
Com passagens por TV Cultura, Globo, RedeTV!, Record e Band, Leonor já dirigiu programas como o "Domingão do Faustão", apresentado por seu irmão, Fausto Silva, e "O Melhor do Brasil", com Rodrigo Faro. Já o último trabalho como apresentadora foi à frente do "Melhor da Tarde", em 2005 – e ela garante que não sente a menor falta.
"O único programa que realmente amei, que falava a minha língua, foi o 'Vitrine', na Cultura. Os outros foram oportunidades de trabalho que surgiram num momento profissional em que precisava pagar contas. Fiz com dignidade, porque você tem que ser fiel a quem paga seu salário. Também tive realização profissional dirigindo vários programas populares, mas o sonho da minha vida estou realizando agora, aos 54 anos. Não há dúvida de que é a grande chance da minha vida, a qual estou me dedicando full time, com uma ansiedade muito grande", conta.
A experiência dos 32 anos de carreira, no entanto, conta muito na hora de tomar decisões, o que não significa que a autora não busque a opinião dos colegas. "Ouço muito o pessoal da produção, peço que leiam e deem palpite. Ouço todo mundo, acho fundamental. Não estou trabalhando sozinha", conta ela, que conta com quatro colaboradores e a supervisão de Iris. "Ela é muito tranquila, dá muita liberdade. E temos muita afinidade na maneira de pensar novela: ela tem o objetivo de entreter, mas a gente tem a preocupação com a mensagem que se passa para a criança", diz.
Leonor já havia feito roteiro de alguns programas de televisão no início da carreira, mas a estreia na dramaturgia aconteceu no próprio SBT, em 1993, na série "A Justiça dos Homens", com direção de Nilton Travesso – a quem chama de "guruzão".
 
"Foi quando eu comecei a aprender, e o Nilton me incentivou muito. Mas as coisas não acontecem como a gente planeja. Vieram propostas para apresentar programas, e isso ficou guardado. Escrevi uma peça de teatro em 2003, lancei um livro infantojuvenil sobre crianças gordinhas, depois que fiz a cirurgia [de redução] do estômago. Escrever sempre foi meu grande prazer", diz.
 
O fato de ser uma adaptação de uma trama de sucesso a tranquiliza em parte - por outro lado, existe a responsabilidade de não mexer demais em uma história com que boa parte do público mantém uma relação afetiva.
 
"Os famosos 'sbtistas' amam 'Carinha de Anjo' e a gente não pode perder essa base da novela. Muita coisa mudou de lá para cá. A Dulce Maria (Lorena Queiroz) foi morar num colégio interno. Fomos pesquisar se ainda existe isso em São Paulo. Criamos um mais rural, com regras mais severas, onde a madre não deixa que tenha internet. Aí você justifica uma série de coisas. Uma coisa engraçada é que, na novela original, quando foi dublada no Brasil, os pais se chamavam Luciano e Angélica. Nós mudamos para Gustavo e Teresa", conta.
 
Fã de novelas como "Dancin' Days" ("Marcou minha adolescência") e "Avenida Brasil" ("Prendia todo mundo"), Leonor conta que admira o trabalho de autores como Silvio de Abreu, Aguinaldo Silva e João Emanuel Carneiro. "Sempre gostei muito do Silvio, ele é uma referência pelo histórico de humor na medida, pela ousadia. Trabalhei com ele na Globo há muitos anos e ele chegou a me dar uma rápida orientação. É um cara que eu respeito muito", diz.
 
No entanto, há cerca de um ano, quando começou a se dedicar ao projeto, não tem conseguido ver nada na TV, nem séries como "Grace and Frankie", "Narcos" e "Homeland", das quais é fã. Sua rotina se resume, basicamente, a escrever: ela acorda por volta de 5h e trabalha até as 20h. "Incrível como agora não dá mais tempo", diz ela, que já entregou 115 capítulos da novela.

Fonte: UOL TV e Famosos

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

FÁTIMA BERNARDES SE PRONUNCIA SOBRE A POLÊMICA ENQUETE FEITA NO PROGRAMA ENCONTRO


Logo na abertura do Encontro desta terça-feira (22), Fátima Bernardes falou sobre à repercussão da polêmica enquete feita na programa na última quinta-feira (17). As redes sociais feveram nos últimos dias com comentários sobre a questão de quem deveria ser socorrido inicialmente, um policial ou um traficante, caso ambos estivessem feridos, mas o segundo em estado mais grave. Muitas críticas foram feitas à apresentadora e aos convidados que participaram do debate no dia da enquete, inclusive do deputado Jair Bolsonaro, a maioria com o argumento de que eles estavam defendendo bandidos.
Acompanhada do major Ivan Blaz, chefe da assessoria de comunicação da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Bernardes enfatizou que a discussão que foi realizada tinha como enfoque a ética na medicina.
— Os médicos não perguntam quem é a pessoa (que estão atendendo). Isso faz parte do juramento que fazem. É da profissão.
A seguir,a apresentadora fez questão de falar que nem o programa e nem ela estavam favorecendo criminosos e não policiais, como os comentários negativos que repercutiram nas redes sociais demonstraram. Ela afirmou a escolha que faria se o debate tivesse caminhado nessa direção:
— Se eu estivesse entre um policial e um traficante, eu, Fátima, socorreria o policial.
Fonte: R7