domingo, 6 de novembro de 2016

COM NOVA PEÇA, SÉRGIO MALLANDRO ADMITE USAR VIAGRA E AFIRMA QUE ESTÁ NAMORANDO: ‘UM POKÉMON DE 33 ANINHOS’


A qualquer cumprimento, ele responde com “Só alegria!”. Expressão melhor não há para definir Sérgio Mallandro, há décadas fazendo o público gargalhar com seu jeito malucão e casos hilários. Muitos deles ficaram famosos nos espetáculos que o artista apresenta, há tempos, Brasil afora. Outros, ainda inéditos, foram reunidos num novo show, “Mallandramente”, que estreia neste sábado, no Teatro dos Grandes Atores, na Barra.

— Sou um contador de histórias, não de piadas. E esse show tem muita coisa nova. Quem já me viu no palco deve voltar! Vou contar coisas que aconteceram com Padre Marcelo, Zico, Silvio Santos... Não denigro a imagem de ninguém, só quero divertir os outros — anuncia, explicando que batizou o espetáculo com o funk do momento porque “tudo o que vem de malandro sempre dá certo” (veja no quadro ao lado os dez mandamentos da malandragem, segundo o humorista).


Sem hesitar, ele conta que a maior malandragem de sua vida foi ter transformado em música a cantada que lançou para uma aeromoça, em 1981:

— Com “Vem meu amor, vem meu chuchu, vem bem pertinho fazer gluglu” vendi um milhão de discos! O povo era surdo... rá! Aí, minha carreira deslanchou. O “yeah yeah” veio em seguida, para coroar. Nunca imaginei que seria esse sucesso todo, mas sou um cara muito otimista. Fico feliz da vida fazendo 3 mil pessoas darem risada numa noite.

Cantor, humorista, jurado, apresentador e ator, o cara fez um pouco de tudo nesses 35 anos de carreira. Eternamente lembrado como o príncipe de Xuxa em “Lua de cristal” (1990), ele agora prepara um filme para chamar de seu: “Sérgio Mallandro, o errado que deu certo”.

— O roteiro está quase pronto, é a história da minha vida com um pouco de ficção. Vamos rodar em março de 2017, mostrando meus altos e baixos. Eu mesmo vou me interpretar na fase adulta, e vamos escolher atores para me fazer em outros momentos — adianta.

Aos 56 anos — “A internet insiste em me dar mais idade do que tenho”, sublinha. O site www.sergiomallandrooficial.com.br diz a data de nascimento 12 de outubro de 1955 —, Mallandro não tem rugas de preocupação com a opinião alheia. Dia desses, exibiu a barriguinha saliente numa foto de sunga, postada no Instagram.

— Se alguém riu de mim, já valeu. Sou humorista, e não galã da Globo. Eu me preocupo com minha imagem por outro ângulo. Quando sorrio, por exemplo, meus olhos ficam muito fechados, e ficam dizendo por aí que é porque vivo doidão. Nunca fumei nem bebi nem usei droga nenhuma! Sou um maluco careta — garante ele, entregando ser adepto, no entanto, da pílula azul: — Viagra é para quem gosta da coisa, como eu. Agora estou namorando uma gata aí, um pokémon de 33 aninhos. Ela está feliz com meu gluglu... Rá!

Fonte: O Globo