domingo, 26 de março de 2017

GRETCHEN FALA SOBRE A INFÂNCIA DE THAMMY MIRANDA: “QUERIA FAZER XIXI EM PÉ E SÓ ANDAVA DE KICHUTE”


Getchen desabafou e falou sobre diferentes épocas de sua vida durante a gravação do Programa Raul Gil, do SBT.

Ao apresentador, a Rainha do rebolado deu detalhes de seu casamento com Décio Nascimento, disse que era agredida com frequência pelo ex-marido, e que até hoje não conseguiu reencontrar o filho Delcinho.

“Eu era presa em uma gaiola de ouro. Eu realmente apanhava muito. Ele tinha a arma que era meu filho. Não vejo meu filho até hoje”, declarou.

Durante sua participação na atração, Gretchen falou ainda sobre a conturbada fase de shows que a fez perder parte da infância dos filhos:

“Apesar de ter um homem do lado, sempre fui mãe solteira. Eu tinha que trabalhar para ter o que eles precisavam ou iam passar fome. Ou você banca seus filhos ou dá amor. De amor eles não iam viver, amor não enche barriga. Eu era muito presente por telefone”, contou ela.
Apesar de ter ganhado muito dinheiro na época, Gretchen disse que não vive de um pé de meia: “O que eu ganhei, eu gastei”.

Ao falar sobre o filho, Thammy, a cantora contou que ainda não se acostumou a chama-lo pelo gênero masculino: “Ainda não acostumei, às vezes falo ‘o’ e as vezes falo ‘a’.

“Há trinta anos, não existia essa coisa de homossexualidade. Quando eu estava grávida do meu segundo filho, ela me dizia que queria fazer xixi em pé e só andava de Kichute. Quando eu botava sainha e lacinho na cabeça, ela chorava o tempo todo. Ela tinha uma coisa diferente, mas era normal, pois como meu segundo filho era menino, eu achava que ela queria ser um menino para chamar atenção”, explicou.

Sobre a fama, Gretchen diz que não consegue explicar, mas diz acreditar que seu carisma ajudou muito na carreira:

“Não tenho explicação para esse fenômeno. O que eu sei é que não é só a música, acho que é minha figura irreverente, de não mentir, de ser espontânea, de lutar pelos direitos da mulher. Sou uma pessoa de opinião muito forte, não sou morna. Acho que foi isso, uma união de coisas”, completou.
A entrevista foi ao ar sábado (11/03) no programa comandado por Raul Gil.

Fonte: Cena Pop