sexta-feira, 7 de abril de 2017

TROFÉU IMPRENSA: JÔ DIZ QUE SILVIO SANTOS MUDOU SUA VIDA E ELOGIA GENTILI.


O apresentador Jô Soares foi um dos pontos altos da gravação do Troféu Imprensa 2017 nesta quinta-feira (6), no SBT. O programa vai ao ar no próximo domingo.

Muito emocionado, com a voz embargada, andando com dificuldade (aparentemente devido a algum problema lombar), Jô parecia estar prestes a chorar desde o momento em que entrou no palco.

Ele mesmo avisou que estava sensibilizado e que havia recebido uma mensagem de Ziraldo, momentos antes, com o recado “Jô, vê se para de chorar”.

Jô recebeu seis troféus referentes a prêmios que ganhou desde 2004, os quais ele nunca fora buscar.

O global (atualmente em licença sabática) fez muitos elogios a Silvio Santos, a quem considerou um dos responsáveis por mudar sua vida. “Graças a você eu me reinventei”, disse a Silvio.

Jô também fez muitos elogios a Danilo Gentili e ao “The Noite”. No final, porém, fez um chiste.

“Queria agradecer ao Danilo principalmente por estar esquentando meu lugar para quando eu voltar ao SBT”, brincou.

Sobre uma possível volta à emissora de Silvio Santos como contratado, Jô despistou e disse que "o futuro é incerto". "Como dizia o ministro Pedro Malan, o futuro tem por ofício ser incerto. Então não sei. Ninguém sabe".

O apresentador, que na despedida de seu talk show na Globo declarou gratidão por Silvio Santos, falou da sensação de reencontrá-lo no ar. "A gente combina. Ele é meu amigo. Ele tem uma qualidade extraordinária que é ser maluco", disse.   

Jô também se lembrou da última vez em que viu o antigo patrão em frente às câmeras, que foi no "Em Nome do Amor", antes de se mudar para a Globo. "Ele falou no ar: 'Toda sorte. Desejo toda felicidade pra você. Se não der certo volte correndo'. E depois disse: 'Mas tem que dar certo'. Ele disse 'vou ficar com saudade' e eu falei, 'não mais do que eu'", disse.

Jô Soares não escondeu a satisfação de voltar aos corredores do SBT, emissora que o consagrou no formato de talk show com o "Jô 11 e meia".  

"É uma sensação de imensa felicidade. Graças ao Silvio Santos eu me reinventei. Ele é um uma fera. Eu lembro de dizer: 'Queria fazer esse programa uma vez por semana. Ele falou: 'Só dá certo se for diário'. Ele falou: 'É aqui que eu estou te pegando. Isso aqui é que vai arrebentar'. E foi o que aconteceu. Foi ideia dele", declarou. "Poucas pessoas da classe artística têm tanto a agradecer a uma pessoa como eu tenho ao Silvio. Eu não preciso agradar ninguém. Quando eu falo, é de coração", completou.  

O apresentador desceu de seu carro e, antes de ir para o camarim, foi recebido por Eliana e Celso Portiolli, com quem tirou fotos ainda no estacionamento. Ele também reencontrou Carlos Alberto de Nóbrega com quem se emocionou. 

"Que saudade! Você não tem o direito de parar", afirmou o apresentador da "Praça é Nossa", que abraçou o apresentador da Globo.    

Jô, que encerrou seu talk show no ano passado na Globo, disse que está em ano sabático e tem aproveitado para escrever sua biografia "não autorizada", como gosta de brincar sobre a obra ainda sem título. "Estou me divertindo muito. É um tempo sabático que está me fazendo muito bem. Estou aproveitando para escrever meu livro", contou.


Além de Jô, outra estrela global que foi receber prêmios por anos anteriores foi Tatá Werneck.

Fonte: UOL