domingo, 14 de maio de 2017

EM ENTREVISTA A FÁBIO PORCHAT, JORNALISTA FABÍOLA GADELHA CONTA DETALHES DA ÉPOCA EM QUE ERA REPÓRTER POLICIAL EM MANAUS


Entrevistada pelo Programa do Porchat desta quinta-feira (11), a jornalista Fabíola Gadelha relembrou a época em que trabalhou como repórter policial em Manaus e contou detalhes.
“Acontece de tudo (na área policial). Já recebi até cantadas”, disse ela, lembrando da entrevista que fez com um ladrão de carnes.
E completou: “Já cheguei a locais onde a vítima estava agonizando e chegou a me falar o nome do assassino. Eu tinha fontes demais em Manaus, não era só a polícia”, disse a jornalista.
Fonte: Observatório da Televisão