sábado, 20 de maio de 2017

XCALYPSO: LEYA EMANUELLY FALA SOBRE SUA SAÍDA E DESABAFA: ‘NÃO CONSEGUIA MAIS TER UM RELACIONAMENTO SAUDÁVEL COM XIMBINHA’


A cantora Leya Emanuelly falou sobre sua saída da banda XCalypso e diz que não suportava mais conviver com Ximbinha. A serratalhadense usou as redes sociais para desabafar. Confira:
Sobre minha saída da banda Xcalypso…
Estava em dívida com vocês e por isso vim contar minha real versão dos fatos, vou tentar ser breve.
Não posso sair com a imagem de uma pessoa irresponsável, pois não fui e isso não seria justo comigo e nem com quem acredita em mim e no meu trabalho.
Saí porque não conseguia me manter no Pará, e já não conseguia ter um relacionamento profissional e pessoal saudável com meu ex patrão.
Peço desculpas a todos os fãs e admiradores, não falei quase nada antes sobre minha saída da banda Xcalypso, pois havia um contrato que me impossibilitava de fazer qualquer pronunciamento a respeito e só recebi uma cópia depois que vim embora.
(Meu advogado está cuidando disso)
Gostaria de esclarecer alguns pontos:
Eu não saí da banda para me dedicar ao concurso de miss, jamais iria abandonar meu trabalho e deixar as pessoas na mão de uma forma tão irresponsável. 
Vim para casa, Serra Talhada-Pe pois precisava de cuidados médicos e não tinha condições de me tratar lá em Belém-PA pois não recebia ajuda de custo da banda.
Estava precisando ganhar algum “extra” paralelo a banda, e pensei: Já que estou em casa e vou participar desse concurso “talvez me abra portas para desfiles, fotos…” Já que eu não poderia ganhar “extras” fazendo shows como cantora em outros lugares. 
Foi muito difícil tomar a decisão de sair, fiz da XCalypso meu projeto de vida, mas depois de ter pensado, refletido, e de ter tentado por enumeras vezes conversar e resolver da melhor forma, expondo todos os pontos e quase sempre sem nenhum êxito. Já não tinha um porquê, continuar ali.
Quero dizer que no inicio a gratidão não cabia no peito, por estar trabalhando com o “Ximbinha” e com aquela equipe, era um sonho se tornando realidade, com certeza. 
Posso dizer que tive grandes experiências e criei muitas expectativas em cima daquele trabalho, como em qualquer projeto que estive envolvida sei que nada acontece da noite pro dia, posso dizer que não foi falta de paciência, mas com certeza por abuso dela.
Não me julgo ingrata pois me doei muito mais do que recebi e chega um momento em que tudo deve ser colocado em uma balança.
Nunca aceitei nenhuma das propostas indecentes que surgiram durantes todos estes 12 anos de trabalho e jamais deixei que me ofendessem de qualquer maneira e não foi diferente com ele.
Me vi longe de casa, da minha família e amigos, passando por muitas dificuldades principalmente financeiras, com poucas pessoas para confiar e contar, sendo muitas vezes julgada sem direito de defesa, me sentia mal, pois “vesti a camisa” de uma pessoa que posteriormente sem o mínimo de respeito se julgou no direito de me insultar, gritar, e fazer julgamentos com palavras baixas, denegrindo a minha imagem e meu caráter. 
A gratidão acabou ali.

Nunca recebi um pedido de “Desculpas” em nenhuma das vezes que esse tipo de cena aconteceu.
A algum tempo já vinha me sentindo “impotente” devido a essas e outras situações, que infelizmente já transpareciam no meu trabalho.

Estou me tratando, pois tive crises de ansiedade constantes e não sabia o que estava acontecendo comigo… 
Tive problemas com insônia, tonturas, audição,vocal, ansiedade, depressão…
Por isso vim para casa, para perto das pessoas que se preocupam comigo.
Peço perdão por estas falhas que de alguma forma transpareceram.
“As vezes nosso corpo reage de uma forma que não temos o controle.”
Graças a Deus, já estou ficando bem.

Os que quiserem continuar me acompanhando, logo terei novidades a respeito do meu trabalho.
Agradeço pela atenção e paciência de todos!

Fonte: Vila Bela FM