quinta-feira, 10 de agosto de 2017

DECISÃO DE MARÍLIA PÊRA ANTES DE FALECER COLOCA FILHOS E VIÚVO NA JUSTIÇA


Está declarada uma "guerra" entre herdeiros da ex-atriz da Rede Globo, Marília Pêra, falecida em dezembro de 2015. No inventário feito pela atriz, foi notificado que sua rica fortuna, avaliada em R$ 40 milhões, teria como beneficiários seus filhos Esperança Motta, Nina Morena e Ricardo Graça Mello. Além dos filhos, seu ex-marido, o viúvo Bruno Faria, e sua irmã, Sandra Pêra, também foram beneficiados com a divisão milionária de bens.

O impasse acontece com o viúvo de Marília, Bruno Faria, que não concordou com o que foi descrito no inventário. As divisões de bens ficaram da seguinte forma: os três filhos de Marília serão donos de um patrimônio de 75%.

Já o viúvo, com quem ficou casada por 17 anos, e sua irmã Sandra, ficarão com 25% do total de bens.

Bruno não concordou com essa divisão de bens, ele acredita que por ser ex-marido da atriz, conforme assegura a Lei brasileira, ele deveria ficar com 50% do patrimônio. Além disso, Bruno, que é economista, está se negando de sair de um apartamento localizado no bairro do Ipanema, Rio de Janeiro. O apartamento é uma das heranças de Marília Pêra. As informações foram passadas pela coluna do jornalista Léo Dias, do portal "O Dia".

A irmã Sandra foi procurada para dar mais esclarecimentos sobre o caso, mas avaliou que não iria comentar nada sobre este assunto. Segundo Sandra, a conversa é de teor muito "delicado", mas ela enfatizou que no momento certo, irá se pronunciar. Bruno também foi procurado, mas não atendeu as ligações feitas ao seu telefone celular.

O processo disputado na Justiça foi aberto em 2016.

Marília Pêra foi diagnosticada com câncer de pulmão e já lutava contra a terrível doença a cerca de 2 anos. Ela acabou falecendo em um sábado, no dia 5 de dezembro de 2015, no Rio de Janeiro. Marília tinha 72 anos e seu último trabalho foi na minissérie "Pé na Cova", da Rede Globo.

Uma artista considerada "completa", Marília Pêra foi cantora, bailarina, diretora, produtora, atriz e coreógrafa. Ela participou de 30 filmes, 40 novelas e 50 peças teatrais. Quando jovem, entre 14 e 21 anos, Marília atuava em musicais como bailarina. Entre alguns trabalhos da televisão, Marília se destacou na minissérie "O Primo Basílio", de 1988, e "Os Maias" de 2001. Sua carreira durou, praticamente, uma vida inteira, alguns dos filmes que atuou foram "Central do Brasil", de 1996, e "O Viajante", de 1998.


Fonte: Blasting New